Maaya Sakamoto – Iris

Maaya Sakamoto – Iris

Íris

waiting for the rain

Letra e composição: Maaya Sakamoto
Arranjo: Shoko Suzuki

Cresci afeiçoada a uma grande janela, porque de lá eu podia ver o lago
Quando maio chega as flores nascem em todos os lugares que os olhos podem ver!

Espero que ninguém passe por elas pensando que é uma coisa comum
Tesouros estão escondidos nas coisas mais triviais

Há uma canção de amor que ninguém conhece e não está escrita em nenhum lugar
Uma que apenas eu sei da existência, como uma caixa que nunca abrirei novamente

Aves aquáticas nadam em meio a serenidade

Dentro da obscura névoa da manhã branca aquelas crianças perdidas dançam
Quando eles abrem seus olhos, encontram a prova de que eles não são um sonho

Uma vez postas em palavras, as cores se tornam brilhantes e essa canção de amor domina
O triste e doce som dessa melodia me mudou

O toque de uma mão fria… olhos que inspiram compaixão
Por favor, não tire de mim as coisas que aquela pessoa me deu
A prova de que eu não sou um sonho

Se ninguém conhece algo ou não pode vê-lo, você diria que não tem significado?
Tanto quanto me lembro, essa canção está aqui!
Há uma canção de amor que ninguém conhece e não está escrita em nenhum lugar
Uma que apenas eu sei da existência, como uma caixa que nunca abrirei novamente

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s